• Andersonn Prestes

O propósito de João


Acordava sempre no mesmo horário depois de uma boa noite de sono. Morava no pé do farol, no mar distante, com areia fina e tenra. Tomava o café preto com alguns pães quentes. Desfrutava algumas páginas do romance e organizava o lugar. Ia até a vegetação costeira olhar os pássaros e ver se estava tudo bem. Quando o relógio marcava 18h chegava o momento de ligar o farol, iluminar o mar e guiar os marinheiros. Sentia-se orgulhoso por servir à lua e aos homens. Sentia-se importante por desempenhar tarefa simples, mas iluminadora. Era o que precisava, no final do oceano, para ter uma noite tranquila.

#escritacriativa #Escritores #miniconto #narrativa #filosofia

22 visualizações

© 2016 por um quarto e um café.

CONTATO:
Canoas/RS - Brasil
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now