top of page
  • Foto do escritorAndersonn Prestes

Dia 3 na casa pós-enchente



Agora a limpeza grossa já passou. A manhã foi de “esterilizar” as paredes. Uma tentativa de desinfetar a casa de toda a água suja que entrou. Operei o lava-jato, enquanto os amigos do mutirão passavam o produto na superfície. Ainda teve mais um produto passado, para deixar o ambiente com um cheiro bom e não mais tomado de cloro.


Algumas manchas mais escuras, especialmente no lado de fora, não saíram. Mas de qualquer forma terá a recuperação das paredes, com selante e pintura.


A tarde foi de higienizar algumas coisas para tentar recuperar. Aparelhos eletrônicos, fotos, alguns dos meus equipamentos: meu jogo de pratos de bateria está bem. Mais um violão, que não é meu, mas estava em casa sendo abrigado, foi salvo. Praticamente não molhou. Meu ukulele empenou, parte do braço descolou. Meu violão principal inchou, a parte elétrica está oxidada. Não vejo possibilidade de arrumar. Ainda não joguei fora porque talvez leve num Luthier (profissional que regula violões), mas ele está muito prejudicado. Microfones, caixas de som e outros aparelhos de áudio foram limpos. Tenho muito pouca esperança de arrumar porque mesmo que funcione a umidade deve trazer ruídos e o mal funcionamento.

 

Da ótima notícia do dia: o outro violão que não estragou. Depois de limpo, afinei e trouxe música para o ambiente onde estávamos trabalhando.

 

Uma plateia higienizadora ao som da lava-jato junto do meu repertório.

 

Mais uma vez houve ajuda. E espero que aquele pequeno momento de música possa soar como uma forma de retribuição.

 

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page