• Andersonn Prestes

Escolhendo


Disse que não ia. Pensou, decidiu que faria. Mas não sabia. Decide logo, menina! Assim para escolher o almoço, cortar o cabelo ou marcar a disciplina. Quando tinha dois, queria o três ou algo pelo meio desses. O por quê? Ninguém sabia. Talvez em sua curta vida sempre escolheram em seu nome, talvez seu orgulho nunca achasse o bastante, talvez sua insegurança nunca trouxesse firmeza. Por fim, realmente desejou. Uma vez na vida escolhera sem hesitar: queria aquilo, nada disso. Infelizmente não teve. Descobriu o deslumbre do desejo junto ao primeiro fracasso.

Não foi tão ruim.

Passou a escolher na esperança de ter aquilo que sempre quis.

#escritacriativa #Escritores #miniconto

33 visualizações

© 2016 por um quarto e um café.

CONTATO:
Canoas/RS - Brasil
This site was designed with the
.com
website builder. Create your website today.
Start Now